segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Partilha 24 – Nós e Ester, o que temos em comum? (primeira parte)

“A presença de Deus não provoca tanta curiosidade quanto a sua ausência. A sua voz não é tão eloquente quanto o seu silencio. Quem dentre nós não ansiou por uma palavra de Deus, buscou vislumbrar o seu poder, ou desejou a segurança da sua presença, sentindo entretanto que ele parece ausente no momento? Distante. Preocupado. Talvez indiferente. Mais tarde, todavia, compreendemos como ele se encontrava presente o tempo todo.” Charles R. Swindoll
Na nossa vida, temos muitos momentos que achamos que Deus está em silencio ausente! Como mulheres, detestamos falar com alguém e não termos resposta, ou termos a sensação que estamos a ser desprezadas, logo colocamos o amor do outro por nós em causa, mas a verdade é que temos de crescer nisso! Deus está sempre presente, mesmo quando nós não o ouvimos, ou sentimos. Deus não existe apenas quando acreditamos nisso, Ele é real e ponto, ainda que não haja em nós fé para crer, isso não faz com que Deus não exista! A fé não é a condição para a existência de Deus, ela é a condição para estarmos perto dele e ver as suas maravilhas.
Estou a estudar o livro de Ester com a minha filha e Deus tem me despertado para algumas coisas que quero partilhar. O livro de Ester tem criado algumas controvérsias entre os historiadores por diversas causas, mas uma das coisas que não passa despercebido em todos os que o estudam é que o nome Deus não está presente em nenhuma parte dele, nem nenhuma referência às leis judaicas e nem à religião judaica. Uma coisa fica clara, o nome Deus não está, mas Deus está no desenrolar de toda a história. Ficamos a saber da forma sobrenatural que Deus protegeu o povo de Israel de uma morte em massa que estava preparada e que iria pôr em causa o plano redentor de Deus, através de Jesus Cristo, o prometido libertador não somente de Israel mas de todas as nações. 
Este livro de Ester revela-nos como Deus é o soberano sobre todas as coisas, como Ele está por cima de tudo, nada acontece que o encontre desprevenido, Ele sabe todas as coisas, antes que elas aconteçam. Deus vê de cima, não está sujeito a tempo, nem a circunstâncias como nós, Ele sabe tudo e coloca todas as coisas a correrem de forma que venham a cumprir o Seu plano na nossa vida.
« E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. » Romanos 8:28
Este versículo é escrito por Paulo, num contexto em que está a animar os romanos, dizendo-lhes que Deus sabe as suas fraquezas e dificuldades e por isso lhes deu o seu Espírito Santo que os ajuda a orar, a pedir, a estar com Deus. 
Deus conhece o nosso passado, presente e futuro, entende-nos bem, sabe como funcionamos e por isso sabe que seriamos incapazes de viver a vida feliz que Ele deseja, sem que a ajuda do próprio Deus. Deus não somente nos salva como também permanece connosco sempre, por isso Ele preparou todas as condições para que tudo o que que nos acontece venha a ser para bem. Nos momentos em que não vimos Deus, Ele não somente está perto Ele está em nós.
« Ora, quem para isto mesmo nos preparou foi Deus, o qual nos deu também o penhor do Espírito.
Por isso estamos sempre de bom ânimo, sabendo que, enquanto estamos no corpo, vivemos ausentes do Senhor
(Porque andamos por fé, e não por vista). Mas temos confiança e desejamos antes deixar este corpo, para habitar com o Senhor. Pois que muito desejamos também ser-lhe agradáveis, quer presentes, quer ausentes. »2 Coríntios 5:5-9
Ser Mais Mulher é não viver apenas de impulsos, de emoções, mas saber que a vida dela é muito mais do que momentos, sabe que Deus está independentemente do que que esteja a acontecer.

Sem comentários:

Enviar um comentário